PT

Nascido e criado na zona sul de São Paulo, no Jardim Iporanga, o cantor e MC Rael começou a construir a sua história no rap com o grupo Pentágono, que se tornaria referência no rap nacional. 

 

Em 2010, lançou o seu primeiro disco a solo, "MP3 - Música Popular do Terceiro Mundo", com o qual teve a oportunidade de ir em tour pelo Canadá. Em 2013 veio “Ainda Bem que Eu Segui as Batidas do Meu Coração”, o primeiro pelo selo Laboratório Fantasma, produzido pelo duo norte-americano K-Salaam & Beatnick. 

Depois de rodar o país com a turné do álbum, teve a oportunidade de se apresentar no lendário Joe’s Pub, em Nova York. A casa é conhecida por receber o primeiro concerto de Amy Winehouse nos EUA e nomes como Adele, Mos Def e Norah Jones. 

 

Em 2013 Rael viu ainda o seu “Ainda Bem” indicado ao prêmio de melhor álbum de música compartilhada no Prêmio Multishow. Em 2014, colocou nas ruas o EP “Diversoficando”, numa ação inédita: o trabalho foi disponibilizado para audição em muros de São Paulo e do Rio por meio de dispositivos instalados pelo próprio Rael. A iniciativa virou notícia de Norte a Sul do país, e o single “Envolvidão”, passou a ser uma das mais pedidas das rádios. 

Hoje, a faixa já passa dos 70 milhões de visualizações no YouTube. 

 

O seu novo projeto, “Coisas do Meu Imaginário”, tem produção de Daniel Ganjaman e participações de Chico César, Ogi e Black Alien, entre outros.  Lançado em 2016, rendeu a Rael presença nas principais listas de melhores do ano, além do Prémio da Música Brasileira de Melhor Cantor.

No ano seguinte, com a tour do álbum faria um concerto celebrado como um dos melhores do palco Sunset, no Rock in Rio, convidando Elza Soares. O ano de 2017 ainda seria marcado pela estreia de um novo espectáculo, que segue rodando o país, em homenagem a Vinicius de Moraes. 

PRESS

As novas músicas exaltam sentimentos positivos, o que faz com que o novo disco possa ser enquadrado na categoria “good vibes“. - Pedro Henrique Pinheiro 8/11/2019, Tenho Mais Disco que Amigos.

 

E falando em bênçãos e amor, Rael vem com o disco ‘Capim Cidreira’. O nome do álbum se deu por conta de uma lembrança materna: sua avó era benzedeira e fazia muito chá de capim cidreira.

Israel Augusto 21/11/2019, Jornal do Rap

ENG

Born and raised in the south of São Paulo, in Jardim Iporanga, singer and MC Rael began to build his rap story with the Pentagono group, which would become a reference in national rap.

In 2010, he released his first solo album, "MP3 - Third World Popular Music", with which he had the chance to tour Canada on tour. In 2013 came “Glad I Followed My Heartbeat,” the first by the Phantom Lab label, produced by the American duo K-Salaam & Beatnick.


After touring the country with the album tour, he had a chance to perform at the legendary Joe’s Pub in New York. A is home known for hosting Amy Winehouse's first concert in the US and names such as Adele, Mos Def and Norah Jones.

In 2013 Rael also saw his "Good" nomination for Best Shared Album Award at the Multishow Award. In 2014, he put on the streets the EP “Diversofhando”, in an unprecedented action: the work was made available for hearing in walls of São Paulo and Rio through devices installed by Rael himself.


The initiative became news from North to South of the country, and the rapper entered 2015 with “Involvidão”, single from the album, in the most requested radio charts. Today, the track is over 70 million views on YouTube. 
 
His new project, “Things of My Imaginary”, is produced by Daniel Ganjaman and features by Chico César, Ogi and Black Alien, among others.


Launched in 2016, it earned Rael a presence on the best lists of the year, in addition to the Brazilian Music Award for Best Singer. The following year, with the album tour, he would perform a show celebrated as one of the best on the Sunset stage at Rock in Rio, inviting Elza Soares. 


The year 2017 would still be marked by the debut of a new show, which continues throughout the country, in honor of Vinicius de Moraes.

PRESS

The new songs exalt positive feelings, which means that the new album can be classified in the “good vibes” category.

Pedro Henrique Pinheiro 8/11/2019, Tenho Mais Disco que Amigos.

 

And speaking of blessings and love, Rael comes with the album 'Lemongrass'. The name of the album came from a maternal memory: his grandmother was a healer and made a lot of lemongrass tea

Israel Augusto 21/11/2019, Jornal do Rap