Jupiter & Okwess

CGO

Conhecido como The Rebel General, Jupiter lidera um grupo de músicos oriundos de onze diferentes províncias do Congo e carrega veementemente a bandeira do Bofenia Rock, do qual é o fundamental precursor, e que recupera ritmos e melodias do grande e esquecido Congo, misturando-os com o groove urbano, numa mistura energética e contagiante.

Jupiter cresceu na Alemanha onde ouviu o melhor da alma musical americana: James Brown, The Jackson 5, The Temptations e Kool and the Gang. Mais tarde, de volta ao Congo, descobriu o estilo congolês ultra-dominante da rumba, mas também uma infinidade de outros ritmos e estilos que vegetam nas sombras da rumba, todos estranhamente reminiscentes de funk, soul e Rock.

Com apenas 18 anos decide dedicar-se inteiramente à música contra a vontade dos seus pais. Foi por isso obrigado a sair de casa tendo vivido na rua, em casas abandonadas, ganhando algum dinheiro a tocar em funerais. Foi assim que ele ganhou o status de rebelde de primeiro grau, assim como seu apelido "Jupiter", que ficou com ele desde então. Foi nessa época, no início dos anos 80, que ele se juntou à banda Famous Black, que mais tarde se tornou Bongo Folk antes de finalmente se estabelecer no nome Okwess.

Em 2007, um documentário chamado “Jupiter’s Dance”, dirigido por Florent de la Tullaye e Renaud Barret revelou esta personalidade extraordinária para o mundo. Um pássaro esguio, vestido com um uniforme de general, uma espécie Don Quixote do gueto, que num dilapidado ambiente abandonado, lutou teimosamente contra as probabilidades de manter a sua banda viva, usando todas as artes da tenacidade e da perseverança.

Em 2013, o lançamento do álbum Hotel 'Univers' deu a Jupiter o reconhecimento internacional.

Kin Sonic, lançado em 2017, É um reflexo da sua própria experiências de vida, dos seus pensamentos e reflexões, e da sua própria singularidade. Mas reflecte também a sua universalidade, aumentada por o violino de Warren Ellis e os teclados de Damon Albarn.

 

Produzido por Marc-Antoine Moreau (Amadou e Mariam, Songhoy Blues) e François Gouverneur, Kin Sonic encontra a sua voz na exploração de um patrimônio que permaneceu totalmente oculto até agora, e vem tomar o seu lugar numa paisagem contemporânea, onde as paredes e as fronteiras se desvanecem face ao desejo dos homens de compartilhar momentos de beleza e pura loucura, tudo misturado.

PRESS


“Jupiter & Okwess Turn Congo Turbulence Into Ferocious Grooves”

Jon Pareles in New York Times


“There are musicians who follow the traditional styles of their country and those who create brand new ones, assembling together and evolving what their country has to offer. One of the best examples of the latter (not too densely populated) category is Jupiter Bokondji, founder and band leader of Jupiter & Okwess International, essentially one of the most original Congolese artists and creator of the so-called Bofenia rock.”

Marco Canepari in Rhythm Passport