Bruno Pernadas

PT

BRUNO PERNADAS e a sua banda são um projecto de jazz pop psicadélico, sediados em Lisboa, misturam melodias alegres com arranjos exóticos de outra galáxia criando algo emocionalmente cheio, algo totalmente seu, único e inovador.

 

Bruno Jorge de Oliveira Pernadas (Lisboa) é músico, compositor e produtor português. É licenciado em Música pela Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) no departamento de Jazz. Iniciou seus estudos musicais com guitarra clássica aos treze anos. Mais tarde, frequentou a Escola de Jazz de Lisboa – “Hot Club de Portugal” onde atualmente ensina guitarra e combo.

 

Durante os seus estudos participou em vários workshops, masterclasses e estágios de orquestra com músicos e compositores de todo o mundo. Desde muito jovem é músico e compositor ativo em vários projetos, o que o levou a participar em inúmeros festivais de música na Europa, América do Sul e Japão. Como multi-instrumentista, Pernadas toca guitarra, piano, baixo, sintetizadores e bateria entre outros instrumentos.

 

Bruno Pernadas lançou até agora quatro discos e uma banda sonora original:  How can we be joyful in a world full of knowledge (2014), Those who throw objects at the crocodiles will be asked to retrieve them (2016), Worst Summer Ever (2016), "Patrick" OST (2020) e "Private Reasons" (2021) reunindo vários estilos musicais como jazz, space age pop, folk, world music e eletrónica. Os discos foram aclamados pela crítica, ganhando várias críticas positivas, e foram nomeados para Melhor Disco do Ano em várias revistas de música tanto portuguesas como internacionais. Bruno tem 109.329 ouvintes mensais no Spotify.

 

Gravou ainda com várias bandas como co-líder e como sideman. Em 2018, produziu o quarto álbum para a banda japonesa Kikagaku Moyo intitulado “Massana Temples”.

 

Em meados de 2010, Bruno Pernadas aprofundou as suas valências na composição, criando inúmeras bandas sonoras originais para Cinema, Televisão, Artes Cênicas, Teatro e Dança Contemporânea. Recentemente compôs e gravou a partitura original para a primeira série portuguesa original Netflix "Glória" e compôs o hino oficial da Orquestra Sinfónica para comemorar os 50 anos do Dia da Liberdade de Portugal – 25 de abril.

 


PRESS


"A qualidade das músicas, o arranjo, o uso de efeitos sonoros e a composição como um álbum; O resultado da evolução nos últimos cinco anos em todos os aspectos é dedicado a este último trabalho."

In Music Magazine (JAPAN) Interview by Hidesumi Yoshimoto 


"Esse exotismo delirante é a característica genuína de Bruno Pernadas. Desta vez, o mundo sonoro do Exotica no estilo de Pernadas é mais expandido, mas também detalhista. O melhor trabalho de Bruno Pernadas, até agora."

In Music Magazine (JAPAN) Disc Review by Toru Watanabe 

"Há tanta música na música de Bruno Pernadas. Pop, jazz, clássica ou experimental. Rigor e espontaneidade. Introspecção e universalidade. Oriente e Ocidente. Private Reasons é o fim de uma trilogia para ele. Para nós é o início da melhor Primavera de sempre."

In Público by Vítor Belanciano